Anísio Souza Silva

O cetro da prova do atletismo que mais trouxe medalhas olímpicas ao Brasil, a do salto triplo, saiu de Adhemar Ferreira da Silva para Nelson Prudêncio, deste para João Carlos de Oliveira e, especialmente nos anos 1990, para Anísio Souza Silva.Surpresa quanto ao quarto nome desse revezamen- to 4 x glórias? Sim. E, no início, advinha de um dos maiores atletas já forjados no Brasil: Zequinha Barbosa.

Para melhor explicar tal dúvida, é preciso recorrer a histórias do folclore do nosso atletismo. Menino de tudo, Anísio competia em Guarulhos, ainda sem haver delineado qual a prova de sua especialidade, seu futuro. Mas já dava pistas de que seria aproveitado, com brilho, em provas de velocidade e saltos, caso mantivesse a dedicação e o amor pela modalidade.
Nessa época de garoto, volta e meia se encontrava, em Guarulhos, com o já renomado meio-fundista Zequinha Barbosa, verdadeiro campeão de persistência nos treinos e com resultados extremamente regulares, que o qualificaram como um dos ícones mundiais dos 800 metros rasos.

A história sempre se repetia. O menino se aproximava de Zequinha e o desafiava: - "E aí, tio. Vamos disputar uma corrida?" Alegre e comunicativo, o famoso Zequinha respondia no mesmo nível, com carinhosa petulância: -"Tá bom Nossa corrida termina naquela sétima coluna. Eu saio daqui, da primeira. Você sai da terceira. Combinado? Veja bem, estou lhe dando a maior vantagem, hein? Vamos ver se você aproveita".

Após a correria, Zequinha sempre acabava ultrapassando Anísio nos metros finais, de forma calculada. O fato ocorreu tantas vezes que Zequinha jamais se esqueceu do garoto. Ó campeão treinava nos Estados Unidos e, de lá, acompanhava a evolução dos atletas de seu País.

Um dia, percebeu a fantástica evolução de marcas de um novo triplista chamado Anísio Souza Silva. Pôs-se a pensar: "Mas esse cara é uma fera. Logo, logo, estará entre os maiores. De onde ele é? Devo conhecê-lo, não é possível..."

Foi então que caiu a ficha do grande Zeca. De repente, associou Guarulhos àquele guri franzino com o qual tirava rachas pelos corredores externos da pista do Estádio da Ponte Grande. O mesmo local por onde passaram nomes como ele, Zequinha, João Carlos de Oliveira, Agberto Guimarães, Conceição Geremiase Esmeraldade Jesus, entre outros.

A pequena história demonstra: Anísio Silva sempre teve os grandes atletas como paradigma. Para ser um deles, precisava disfarçar sua timidez sob o pano de uma falsa arrogância em desafios pueris. Também necessitava investir alto em sua carreira, lutando contra a dor proporcionada pelos intermináveis treinos e exercícios e ter, na vitória, seu principal objetivo de vida.

Foi assim que Anísio fechou o revezamento 4 x glórias, sendo oficializado pelos experts da modalidade como lídimo sucessor de figuras absolutamente legendárias. Mostrou isso ao tocar a caixa de areia, ao final de um salto, cada vez mais longe, até chegar à sua melhor performance: 17,32 m. A marca foi estabelecida durante um Grand Prix na Suíça. Na bagagem, Anísio levou a medalha de ouro, o recorde da competição e, também, da pista.

Em 1991, Anísio sagrou-se campeão Pan-Americano, nos Jogos de Havana, em Cuba. Foi tetracampeão sul-americano, nos anos de 1991,1993,1997 e 1999.

Em plagas nacionais, então, a primazia de seu nome era constante, como demonstram os títulos de campeão brasileiro em 1990, 1991, 1993, 1994, 1995 e 1996. Isso mesmo: hexacampeão!

Anísio registrou boa participação em competições internacionais do mais alto nível, como nos Jogos Olímpicos de Atlanta (Estados Unidos) e de Barcelona (Espanha).

E esteve entre asferas do salto triplo noscampeona- tos mundiais da França, Suécia, Alemanha, Japão e Canadá.

Ao abandonar a carreira, Anísio já veterano lançou mão de outras conquistas para continuar no atletismo, em especial, a da sua formação académica. Em 1999, obteve a licenciatura plena em educação física pelas Faculdades Integradas de Guarulhos, cidade, onde nasceu e mora até hoje, e onde se iniciou no atletismo pela equipe da Associação Atlética Guaru.

Ser professor foi, para ele,um de seus mais perfeitos saltos na vida. Através da Federação Paulista de Atletismo e do Instituto Memorial do Salto Triplo, está tendo a oportunidade de continuar no esporte fazendo o que mais gosta: lidar com crianças e adolescentes.

São jovens de origem humilde ligados a programas sociais importantes para a nossa sociedade. A garotada da escolinha de atletismo da Favela de Heliópolis e também da cidade de Guarulhos agradece!

  
Dados Pessoais
Atleta: Anísio Souza Silva
Filiação: Anísio Pereira da Silva e Alzira Souza Silva
Data de nascimento: 18/ 06 /1969
Naturalidade: Guarulhos/SP
Técnico: Neílton Salvador Alfano de Moura
  
 
 
Endereço
Rua Tutóia, 324 - Cj 1 
Paraíso - São Paulo 
04007-001 - SP 
(0XX11)2305 6094